Nossos Parceiros e Patrocinadores. Clique aqui para anunciar nesse site

 
 
out 10, 2019
300 Visualizações
Comentários desativados em POWELL MENTIU: O QUANTITATIVE EASING ESTÁ DE VOLTA
0 0

POWELL MENTIU: O QUANTITATIVE EASING ESTÁ DE VOLTA

Escrito por
Compartilhe:

Nota de tradução: Quantitative easing (QE), conhecido também como flexibilização quantitativaafrouxamento quantitativo ou política de harmonização financeira quantitativa (do japonês 量的金融緩和政策, ryouteki kin’yuu kanwa seisaku) é uma ferramenta de afrouxamento monetário que visa a criação de quantidades significantes de dinheiro novo eletronicamente, por um banco, mas autorizado pelo Banco Central, mediante o cumprimento das normas de percentuais pré estabelecidos. É um jargão para uma ação de política monetária do Banco Central. (Fonte: Wikipedia).

09/10/2019 – Daniel Lacalle

O Federal Reserve, através de seu presidente Jerome Powell, indicou que está se preparando para aumentar seu equilíbrio “organicamente”. O esforço para separar essa mudança de política monetária mais recente de um novo QE (flexibilização quantitativa) completo é, no mínimo, divertido. Se olharmos para o que está sendo discutido, isso não tem nada a ver com expansão orgânica e parece muito com um novo programa de recompra.

Por que este anúncio não afetou o dólar americano? O índice DXY está quase no máximo 99,02 no final deste artigo. A principal razão é que o dólar está se valorizando não porque a política monetária do Federal Reserve é hawkish, mas porque os bancos centrais de outras economias são muito mais imprudentes. O dólar parece fortalecer-se como moeda de refúgio contra as ações de repressão financeira maiores e piores de outros países. Como tal, o dólar, o ouro e a prata atuam como as melhores reservas de valor em uma desaceleração global, onde outros países implementam políticas monetárias piores, bem como taxas nominais negativas.

A crise do mercado de recompra mostra algo que mencionamos nesta coluna várias vezes. Os bancos centrais criaram um tsunami monetário e pensaram que poderiam gerenciar a magnitude das ondas. A necessidade de injetar mais de 270 bilhões de dólares no mercado monetário de curto prazo nos ensina que a liquidez é muito menor do que o Federal Reserve estimado e a dívida dos agentes muito maior. Se isso acontece em um setor econômico e financeiro dinâmico como os EUA e com grandes provedores de liquidez, imagine quando isso acontece na Europa, onde esses mecanismos não existem com a escala das contrapartes americanas.

O que o Fed propõe tem muito pouco a ver com expansão orgânica. Os programas Quantitative Easing recompraram entre 60 e 85 bilhões de dólares em ativos por mês. Se observarmos o crescimento orgânico do balanço do Federal Reserve antes da flexibilização quantitativa, ele mal alcançou US $ 3 bilhões em um mês. O Federal Reserve está discutindo entre 200 e 300 bilhões por trimestre. Isso não é expansão orgânica, mas não é o tipo de medida que desencadeia um aumento no apetite de risco por parte dos agentes financeiros. Portanto, é muito mais do que expansão orgânica e também muito menos do que o que os investidores em busca de beta podem exigir para manter seu carry-trade negativo em ativos cíclicos.

Essa é uma medida que não satisfará aqueles que precisam de mais liquidez em excesso e mais estímulos para continuar jogando contra o dólar, mas, ao mesmo tempo, distancia ainda mais a normalização do Federal Reserve. Se assumirmos os números mencionados em diferentes fontes, é improvável que o balanço do Federal Reserve fique abaixo de 25% do PIB nos próximos anos.

O investidor médio pode encontrar mensagens contraditórias nas declarações do Fed. Powell confirma que a economia está crescendo em um bom ritmo, que o desemprego está no nível mais baixo em 50 anos e que o núcleo da inflação permanece acima do limite do Federal Reserve, mas eles também nos dizem que precisam reduzir as taxas e expandir o balanço. Algo não coincide, e a explicação pode estar na necessidade de manter um mercado excessivamente alavancado à tona e impedir que a cadeia de bolhas nos ativos financeiros exploda.

Para mim, essas aparentes contradições na comunicação significam que o Federal Reserve está procurando impedir o colapso de um ativo financeiro e, ao mesmo tempo, tentando evitar uma maior concentração de risco. Pode ser, novamente, tentar gerenciar as ondas no tsunami.

Link original: https://mises.org/power-market/powell-lied-quantitative-easing-back
Traduzido por: Felipe Ojeda

Compartilhe:
Categorias dos artigos:
Economia