banner
4 meses atrás
4480 Visualizações
10 0

Por que Brasília comemora o dia de Tiradentes se ela é contra tudo que ele defendeu?

Escrito por
Compartilhe:

Já pararam pra pensar que o mito sobre Tiradentes foi criado pela nova república para se contrapor à recém derrubada monarquia?

Há uma contradição enorme no fato do estado brasileiro homenagear Tiradentes, pois apesar de ser reconhecido como um “herói nacional”, a verdade é que Tiradentes lutava pela secessão de Minas Gerais e contra os impostos abusivos de Portugal, principalmente a derrama, um tributo local per capita para cobrir a meta de arrecadação de ouro. Era uma luta em defesa da descentralização de poder, contra os tributos excessivos do governo central. E isso tudo ainda é criminalizado por lei pelo governo, a secessão é criminalizada e a sonegação de impostos (que é apenas ficar com o que é seu) é criminalizada, até mesmo manifestar-se contra o governo e seus parasitas pode complicar a sua vida. Ou seja, era bom e correto quando era contra o governo dos outros, quando é contra o “nosso” governo, daí não pode, é crime! Isso é uma hipocrisia escancarada!

Devemos alertar aos leitores que nunca se depararam com esse tipo de raciocínio lógico contido nesse artigo onde afirmamos que imposto é roubo, pois quando você confisca a propriedade de um indivíduo por meio da violência ou da ameaça de violência — o que significa, obviamente, que o ato é feito sem o consentimento da vítima, logo é um crime, no caso do estado que é um monopólio do crime, ele apenas legaliza esse crime para que somente ele possa praticá-lo e se você fizer o que o estado faz, você será preso.

Tente apenas lutar pela secessão e praticá-la para você ver o que acontece, no melhor dos cenários você é sequestrado e jogado numa cela úmida e fria pra ser deixado morrer lá, resistir é cometer “suicídio”. Antigamente as pessoas se revoltavam e de fato lutavam contra abusos do governo, pessoas morriam lutando pela sua liberdade, hoje é diferente, graças a democracia que deu ares de legitimidade ao crime e uma falsa ilusão de participação popular, continuamos mais súditos que antes, todos estão passivamente submetidos aos mestres que sabem o que é o “melhor” para você e sua família.

Tiradentes se revoltou com o imposto de 20% do ouro produzido nas minas; atualmente, somos forçados a pagar mais que o dobro para sustentar Brasília, o paraíso dos parasitas profissionais. Usando de mote a luta pelos desfavorecidos, posando de salvadora dos pobres e miseráveis, prometendo a “justiça social”, Brasília vem criando leis absurdas e roubando cada vez mais o nosso dinheiro. Não por acaso a capital dos parasitas tem a maior renda per capita do Brasil, bem acima do segundo colocado, São Paulo, que de fato impulsiona a economia nacional apesar de ser acochada com altos impostos.

Sem a secessão estaremos eternamente reféns do governo federal, que a cada dia se expande mais, tornando-se mais poderoso para nos impingir mais obrigações e nos humilhar. A descentralização de poder cria alternativas diversas para cada interesse individual, o governo que não souber atrair investidores e novos residentes terá um esvaziamento populacional. Sem descentralização você que não possui renda suficiente para picar a mula do Brasil para outro lugar, terá que se conformar em ser extorquido no país líder em cobranças de impostos.

Então, nada mudou, a luta continua entre os pagadores de impostos e os recebedores de impostos. O que apenas evidencia que o estado não tolera pessoas que se recusam a abrir mão dos frutos do seu suor, do seu trabalho. E ainda assim, Brasília rende homenagem a um homem que defendeu tudo que ela é contra (secessão e sonegação de impostos) através de um forte aparato jurídico e bélico. É muita hipocrisia!

Compartilhe:
Tags dos artigos:
· · · ·
Categorias dos artigos:
Revisionismo
banner

Imobiliarista, investidor em criptomoedas, empresário no ramo de startups, desenvolvedor de websites, aplicativos móveis para smartphones e desktop. Entusiasta anarcocapitalista agorista e absolutista ético.