banner
2 meses atrás
766 Visualizações
8 0

Explicando o que é Bitcoin para crianças de 6 anos

Escrito por
Compartilhe:

Se você ainda não conseguiu descobrir que diabos um Bitcoin é e porque ele é tão importante, lá vai…

Estamos sentados num banco na praça. É um dia ensolarado.

Eu tenho uma maçã comigo e como eu sou um cara legal, eu dou ela a você.

Isso parece simples, certo? Nem tanto.

Agora você tem uma maçã e eu passei a ter nenhuma maçã.

Vamos olhar de perto o que aconteceu:

Minha maçã foi fisicamente colocada em sua mão.

Você sabe o que aconteceu. Eu estava lá. Você estava lá. Você tocou na maçã e a pegou, ela passou a ser sua.

Nós não precisamos de uma terceira pessoa para nos ajudar a confirmar que ela estava lá e que eu transferi ela para você, nem precisamos chamar um juiz para se sentar do nosso lado e confirmar que a maçã passou da minha mão para a sua.

Ok, a maçã agora é sua! E eu não posso te dar outra maçã, até porque eu não tenho mais nenhuma. Eu não posso mais controlar esse fato. A maçã deixou completamente de ser minha posse. Você tem total controle sobre a maçã agora. Você pode dar ao seu amigo se você desejar, e depois o seu amigo pode dar ao amigo dele, e assim por diante…

Então é assim que uma transferência de pessoa para pessoa (p2p), acontece. Acontece exatamente o mesmo se estou te dando uma banana, um livro, ou uma nota de 100 reais, 100 dólares, etc…

Porém, eu estou me atualizando…

. . .

Voltando para as maçãs.

De repente eu digo: tenho uma maçã digital  aqui. Toma, vou te dar minha maçã digital te transferindo ela por WhatsApp ou por Telegram.

Agora as coisas estão ficando interessantes.

Como você sabe se aquela maçã digital que costumava ser minha, agora é só sua? Pense nisso por um segundo.

. . .

É meio complicado, certo?

Como é que você tem certeza de que eu não enviei essa maçã para dezenas de amigos antes de eu mandar ela para você?

Talvez eu tenha feito algumas cópias dessas maçãs digitais no meu computador. Talvez eu tenha colocado elas num fórum da internet e, milhões de pessoas fizeram o download dela em questão de minutos.

Como você vê, essa transferência digital tem um problema. Eu posso enviar maçãs digitais pra milhares de pessoas, ao contrário do que é possível fazer com uma maçã física que é difícil de ser copiada. Ou seja:

Transferir maçãs digitais não é nada parecido com transferir maçãs físicas.

 

. . .


Maçãs digitais podem ser copiadas.

Há um problema com a transferência de tudo o que é digital. Aqui está ele:

– Mandar algo digital na internet não é como estarmos sentados no banco transferindo maçãs físicas. A internet é como um banco gigante onde várias pessoas estão sentadas trocando maçãs. Antes havia apenas você e eu. Agora temos várias pessoas.

– O que acontece se essas pessoas que estão na internet criam várias maçãs digitais e distribuem elas? Você não vê problema nisso? Mas e se isso fosse feito com o seu dinheiro?

– Como a internet é muito grande comparada as nossas transações, nós precisamos que exista alguém para validar que a transferência dessas maçãs — agora digitais — não foram copiadas e distribuídas. Afinal, como posso mandar minha maçã digital para você, e você ter a certeza de que eu não copiei ela passei para outra pessoa?

Pois é. Alguns cientistas da computação inteligentes, deram um nome para esse problema: ele é chamado de o problema de gasto duplo, e isso acontece não só no mundo digital como no mundo físico também.

Muitas pessoas falsificam coisas e podem espalhar várias imagens de maçãs pela internet, assim como fazem com o dinheiro no mundo físico.

Assim como na internet, no mundo físico existem pessoas que podem imprimir e espalhar várias moedas e notas de dinheiro. Quando isso acontece, causa consequências drásticas para todas as pessoas com uma coisa chamada: inflação. O problema de gasto duplo acontece todo o dia, e você percebe isso no aumento dos preços das coisas. Porque quanto mais dinheiro impresso, mais dinheiro as pessoas vão ter que tirar do bolso para comprar coisas que antes valiam menos dinheiro, até porque havia menos dinheiro. Porém na maioria das vezes os preços das coisas sobem mas as pessoas continuam ganhando a mesma quantidade de dinheiro, o que se torna insuficiente e corrói o poder de compra.

Assim como na internet, no mundo físico existem pessoas que podem imprimir e espalhar várias moedas e notas de dinheiro. Quando isso acontece, causa consequências drásticas para todas as pessoas com uma coisa chamada: inflação. O problema de gasto duplo acontece todo o dia, e você percebe isso no aumento dos preços das coisas. Porque quanto mais dinheiro impresso, mais dinheiro as pessoas vão ter que tirar do bolso para comprar coisas que antes valiam menos dinheiro, até porque havia menos dinheiro. Porém na maioria das vezes os preços das coisas sobem mas as pessoas continuam ganhando a mesma quantidade de dinheiro, o que se torna insuficiente e corrói o poder de compra.

 

Mas não se preocupe com isso. Tudo que você precisa saber é que, esses cientistas da computação ficaram tentando resolver esse problema durante muitos anos, e nunca conseguiram uma solução.

Mas acredite, um gênio da matemática conseguiu solucionar isso em 2008.

Será que existe alguma maneira de pararem de replicar as nossas maçãsdigitais?

Parece meio difícil…

Mas antes de te dar a resposta pronta, vou te deixar pensar em uma solução por conta própria, afinal se você chegou até aqui, você é muito inteligente.

. . .

Livros-razão digitais.

A solução genial.

Livros-razão são registros contábeis de uma empresa. Eles são compostos pelo conjunto de contas contábeis e são um “índice” para todas as transações que ocorrem em uma companhia.

Talvez a transferência dessas maçãs digitais precisem ser monitoradas em um grande livro-razão para que ninguém copie e distribua elas. Necessitam basicamente de um lugar onde você possa rastrear todas as transações das maçãs de uma pessoa para a outra, como em um livro contábil.

Este livro, uma vez que é digital, precisa viver em seu próprio mundo.

A internet.

Esse livro não precisa ter alguém para cuidar dele. Todos são capazes de cuidar com seus computadores conectados a internet a qualquer minuto.

Com a possibilidade de ler as transações ou até mesmo validar elas usando o processador do computador e usando um programa que ajuda o livro-razão funcionar, não há necessidade de uma só pessoa ser responsável por confirmar quais maçãs digitais são originais ou não, o que aumenta a confiança no sistema.

. . .

Quem fez esse sistema?

Simples: todo mundo que sabe programar e que quis ser voluntário, como você pode ver nesse vídeo aí.

. . .

Explicando como funciona a solução genial

O que aconteceria se nós dessemos esse livro-razão para todos?

Em vez de o livro-razão de estar em um computador de alguém, ele vai viver nos computadores de todos.

Ou seja, todas as transações da história que já aconteceram, serão gravadas nele, e vão ficar expostas em sites fornecidos por pessoas que validam essas transações.

Eu não posso enviar pra você maçãs digitais que eu não tenho, porque então não seria sincronizado com base na informação que toda essa gente que faz parte do sistema, tem. O mais legal é que essas pessoas sabem quanto eu tenho, mas não sabem quem eu sou.

Você não pode engana-las.

É um sistema difícil de se corromper. Praticamente impossível na verdade. Principalmente se ele começa a ficar muito grande.

Além disso, ele não é controlado por uma pessoa, então eu sei que não há ninguém que possa simplesmente decidir se vai dar ou não maçãs digitais a mais para alguém e mudar o que está escrito nesse livro-razão.

As regras do sistema já foram definidas no início.

O código e as regras do sistema são open-source,   que são códigos revelados ao público, para todos saberem como eles funcionam. Assim como o software utilizado no telefone Android da sua mãe ou como a Wikipedia onde todos podem editar os verbetes.

As informações estão lá para todas as pessoas inteligentes contribuírem para manter, proteger, melhorar, e verificar.

Você pode participar nesta rede também, e atualizar o livro-razão para certificar-se que algumas transações são válidas. Para te recompensar, você vai obter uma recompensa. Na verdade, essa é a única maneira de criar mais conteúdo digital no sistema, verificando se as transações dos outros são verdadeiras e ninguém fez cópia delas.

Eu vou simplificar um pouco…

O sistema que eu expliquei já existe. O nome desse livro compartilhado com todos é Blockchain. É o chamado “protocolo Bitcoin”. E essas maçãs digitais são os “bitcoins” dentro do sistema.

Então, você viu o que aconteceu? O que a contabilidade pública digital permitiu?

  1. É open source (código aberto) lembra? O número total de maçãs foi definida na contabilidade pública no início. Eu sei o número exato de quantas maçãs que existem dentro desse sistema, e eu sei que elas são limitados (escassas).
  2. Quando eu fazer uma troca agora eu sei que a maçã deixou de estar sob minha posse e agora é totalmente sua. Eu costumava não ser capaz de dizer isso sobre as coisas digitais, mas agora eu sei que essa transação será atualizada e verificada pela contabilidade pública.
  3. Porque é um livro público, eu não vou precisar de um juiz para certificar de que eu não vou enganar as pessoas, ou fazer cópias extras de maçãs para mim, ou enviar maçãs duas vezes, ou três vezes, etc…

Dentro desse sistema, a troca de algo digital é agora apenas como a troca de algo físico. Não há possibilidade de fazer cópias ou fraudes. Agora, temos tanta certeza que transferência online é semelhante a certeza de ver um objeto físico deixar de ser meu e passar a ser seu. E, assim como no banco do parque, a troca envolveu apenas duas pessoas. Você e eu — nós. E não precisamos de um juiz para tornar essa transação válida.

Em outras palavras, agora a maçã digital se comporta como uma maçã física.

Mas você sabe o que mais é legal? Essa maçã é digital !  Agora podemos transferir milhares de maçãs como: 1.000 maçãs, ou 1 milhão de maçãs, ou até mesmo um valor reduzido, como 0,0000001 maçãs. Eu posso enviá-las com alguns cliques nos botões digitais do meu Smartphone, e ainda posso colocá-las no seu bolso digital. Mesmo se eu tivesse indo para a Nicarágua e você estivesse em direção a Nova York.

Posso até fazer outras coisas digitais e não chamá-las mais de maçãs digitais! Oras bolas, é digital. Talvez eu possa anexar algum texto sobre — uma nota digital. Ou talvez eu possa anexar coisas mais importantes; como um contrato, um cheque, um certificado de ações, um cartão de identificação, valores…

Então, isso é ótimo! Como devemos tratar o valor dessas “maçãs digitais”?

Elas são bastante úteis, não são?

Bem, um monte de pessoas estão discutindo sobre isso agora. Não importa se há debate entre essa e aquela escola econômica. Se keynesianos sempre estiveram “certos”. Se políticos querem continuar a falsificar moeda podendo assim controlar a economia.

Não dê ouvidos a eles, embora sejam consideradas pessoas inteligentes. Alguns estão mal informados. Alguns dizem que o sistema não vale muito, e outros dizem que realmente não vale nada.

É realmente difícil compreender porque algo digital como 1 unidade de bitcoin vale cerca de R$ 2.000,00 no dia de hoje. O Bitcoin supera em grande vantagem o dinheiro estatal, pois além de boicotar coisas como gastos inúteis do governo e a manipulação de moeda feita por bancos centrais, que são a origem de toda a nossa servidão, também não pode ser rastreado, taxado e nem falsificado. É uma moeda verdadeiramente anárquica e a que mais valoriza hoje no mundo.

Alguns dizem que Bitcoin é ouro digital, alguns deles dizem que é uma moeda. Outros dizem que é apenas uma utopia. Algumas pessoas dizem que já mudou o mundo, outros dizem que é apenas uma moda passageira.

O fato é que ela existe e eu tenho minha própria opinião sobre. Mas essa é uma história para outro artigo.

Garoto, agora você já sabe mais sobre Bitcoin do que a maioria.

 

Autor: Israel Finardi

Compartilhe:
Tags dos artigos:
·
Categorias dos artigos:
Agorismo
banner
Foto de perfil de Diversos Autores

Espaço reservado para autores diversos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *